Estudo de Xangai indica que apenas hidroxicloroquina não é melhor do que cuidados já adotados contra coronavírus

Estudo com 30 pacientes hospitalizados com Covid-19 testou apenas hidroxicloroquina sozinha, não com o antibiótico azitromicina

(Foto: Reuters)

247 - Estudo realizado por uma equipe do Centro Clínico de Saúde Pública de Xangai, na China, com 30 pacientes hospitalizados com Covid-19, indicou que não há diferença significativa entre a hidroxicloroquina e outros cuidados já adotados para tratar a doença causada pelo novo coronavírus.

Segundo informações da Folha de S. Paulo, o estudo testou apenas hidroxicloroquina sozinha, não com o antibiótico azitromicina. Essa é uma das limitações apontadas pelos revisores do trabalho, além do número de pacientes envolvidos (30).

A terapia combinada de azitromicina e hidroxicloroquina tem sido considerada melhor do que a monoterapia com hidroxicloroquina para controlar a infecção mista de vírus e bactérias, mas ainda o uso é off label —quando uma droga é aprovada para determinada função e utilizada para outra— ou dentro de ensaios clínicos que estão em andamento.

Brasil 247 lança concurso de contos sobre a quarentena do coronavírus. Participe do concurso

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247