EUA acusam dois chineses de roubarem segredos comerciais da GE

Um ex-engenheiro e um empresário chinês foram acusados de espionagem econômica e de conspirarem para roubar segredos comerciais da General Electric para beneficiar a China, de acordo com uma acusação não revelada do Departamento de Justiça dos Estados Unidos; Xiaoqing Zheng, ex-engenheiro da GE, foi anteriormente acusado pelo Departamento de Justiça em agosto em conexão com um suposto roubo

EUA acusam dois chineses de roubarem segredos comerciais da GE
EUA acusam dois chineses de roubarem segredos comerciais da GE

Sputnik Brasil - Um ex-engenheiro e um empresário chinês foram acusados de espionagem econômica e de conspirarem para roubar segredos comerciais da General Electric para beneficiar a China, de acordo com uma acusação não revelada do Departamento de Justiça dos Estados Unidos.

Xiaoqing Zheng, ex-engenheiro da GE, foi anteriormente acusado pelo Departamento de Justiça em agosto em conexão com um suposto roubo.

O outro acusado é o empresário Zhaoxi Zhang.

No entanto, a acusação divulgada nesta terça-feira (23) contra o ex-engenheiro Zhaoxi Zhang marca a primeira vez que o governo dos EUA alegou formalmente que o esquema foi realizado para beneficiar a China e que o governo chinês forneceu apoio financeiro para a empreitada.

Segundo a denúncia, Zheng usou seu posto na GE para roubar vários arquivos eletrônicos, incluindo arquivos proprietários, de turbinas a gás e a vapor e compartilhou esses arquivos com Zhang, que estava na China.

O Departamento de Justiça acusa Zheng e Zhang de usarem os segredos comerciais roubados da GE para promoverem seus interesses pessoais em duas empresas chinesas, identificadas como Liaoning Tianyi Aviation Technology e Nanjing Tianyi Avi Tech - duas companhias estatais de Pequim.

Nas seis acusações de espionagem econômica e nas sete acusações de roubos de segredos comerciais, Zheng e Zhang enfrentam uma sentença máxima de 25 anos e uma multa de até US$ 5,25 milhões. Além disso, Zheng foi acusado de fazer declarações falsas ao FBI, com pena máxima de até cinco anos e multa de até US$ 250 mil.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247