EUA acusam Rússia de apoiar programa de mísseis da Coreia do Norte

"A Coréia do Norte adquiriu tecnologia de defesa antimísseis russa e está desenvolvendo suas próprias capacidades para se proteger contra mísseis, especificamente, um sistema de defesa móvel. (...) Apesar de serem produzidos internamente, seus interceptores e sistemas de radar têm semelhanças com os sistemas russos ", diz um documento do Departamento de Defesa dos EUA, o Pentágono, emitido na quinta-feira (17) e imediatamente rechaçado pela Rússia

EUA acusam Rússia de apoiar programa de mísseis da Coreia do Norte
EUA acusam Rússia de apoiar programa de mísseis da Coreia do Norte
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247, com Hispan TV - "A Coréia do Norte adquiriu tecnologia de defesa antimísseis russa e está desenvolvendo suas próprias capacidades para se proteger contra mísseis, especificamente, um sistema de defesa móvel. (...) Apesar de serem produzidos internamente, seus interceptores e sistemas de radar têm semelhanças com os sistemas russos ", diz um documento do Departamento de Defesa dos EUA, o Pentágono, emitido na quinta-feira (17).

A Rússia reagiu imediatamente. O embaixador russo na capital norte-coreana, Pyongyang, Alexandr Matsegora, descreveu a nova estratégia de Washington como uma tentativa de justificar a sua "política desestabilizadora" na cena internacional.

"Eu digo com total responsabilidade que a alegada venda de tecnologias de mísseis aos norte-coreanos é absolutamente infundadas", enfatizou Matsegora nesta sexta-feira (18).

A Coréia do Norte adquiriu tecnologia de defesa antimísseis russa e está desenvolvendo suas próprias capacidades móveis em proteção contra mísseis, especificamente, um sistema de defesa móvel. [...] Apesar de serem produzidos domesticamente, seus interceptores e sistema de radar compartilham semelhanças com os sistemas russos ", diz o documento do Pentágono.

O diplomata russo argumentou que os Estados Unidos recorreram a inventar "outro engano" porque não encontram pretexto para acusar a Rússia.

O presidente dos EUA, Donald Trump, disse na quinta-feira que a nova abordagem de Washington para a defesa balística busca detectar e destruir qualquer míssil lançado contra os EUA "em qualquer lugar, a qualquer hora". Washington, preocupado com o programa norte-coreano de mísseis, afirma que os mísseis da Coréia do Norte continuam sendo uma "grande preocupação".

Moscou garante que os EUA e seus aliados estão fazendo tudo ao seu alcance para tentar diminuir o poder militar e econômico da Rússia, a fim de evitar o aumento da influência russa globalmente.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247