EUA aplicam sanções contra pessoas vinculadas ao golpe militar de Mianmar

Departamento do Tesouro dos EUA informou nesta segunda-feira (22) que foram aplicadas sanções contra dois indivíduos em conexão com o golpe militar em Mianmar

Manifestação em Naypyitaw, capital de Myanmar, em 8 de fevereiro de 2021.
Manifestação em Naypyitaw, capital de Myanmar, em 8 de fevereiro de 2021. (Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - O Departamento do Tesouro dos EUA informou nesta segunda-feira (22) que foram aplicadas sanções contra dois indivíduos em conexão com o golpe militar em Mianmar.

"Hoje, o Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros (OFAC) do Departamento do Tesouro dos EUA sancionou dois indivíduos ligados ao aparato militar responsável pelo golpe em Mianmar. O Tesouro tomou essas medidas em resposta à morte de manifestantes pacíficos pelas forças de segurança", diz o comunicado.

De acordo com o Departamento do Tesouro, os EUA sancionaram o tenente-general Moe Myint Tun e o general Maung Maung Kyaw.

Após o golpe realizado no país, os militares de Mianmar anunciaram que os dois homens seriam membros do Conselho de Administração do Estado.

Em protesto contra o golpe militar em Mianmar, realizado no último sábado (20), as forças de segurança do país reprimiram os manifestantes e deixaram ao menos duas pessoas mortas.

No dia 1º de fevereiro, o Exército de Mianmar derrubou o governo e declarou um estado de emergência por um ano. O presidente, Win Myint, e a líder do partido governista e vencedora do Nobel da Paz em 1991, Aung San Suu Kyi, foram presos pelos militares em seguida.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email