EUA criticam Rússia por envio de bombardeiros estratégicos à Venezuela

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, criticou o governo russo por enviar "bombardeiros estratégicos" para a Venezuela; "os povos russo e venezuelano devem ver isso pelo que é: dois governos corruptos esbanjam recursos públicos e esmagam a liberdade enquanto seus povos sofrem", disse Pompeo no Twitter nesta segunda-feira (10); a Rússia rechaçou como "inadequada" a acusação de que seu governo é "corrupto"

EUA criticam Rússia por envio de bombardeiros estratégicos à Venezuela
EUA criticam Rússia por envio de bombardeiros estratégicos à Venezuela

247 - O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, criticou o governo russo por enviar "bombardeiros estratégicos" para a Venezuela. "Os povos russo e venezuelano devem ver isso pelo que é: dois governos corruptos esbanjam recursos públicos e esmagam a liberdade enquanto seus povos sofrem", disse Pompeo no Twitter nesta segunda-feira (10).

A Rússia respondeu: "É absolutamente inadequado" que Pompeo chame o governo russo de corrupto, disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, a repórteres nesta terça-feira, em teleconferência.

Um grupo de aviões militares russos atravessou o Oceano Atlântico e desembarcou na Venezuela, informou a agência de notícias estatal russa TASS, citando uma declaração do Ministério da Defesa. De acordo com o Ministério, dois bombardeiros estratégicos Tu-160, um avião de carga An-124 e um avião de passageiros de longo alcance Il-62 estavam entre os aviões que aterrissaram no aeroporto de Maiquetia, nos arredores de Caracas, na segunda-feira.

Rússia e Venezuela farão manobras militares conjuntas para uma eventual estratégia de defesa do país sul-americano. O anuncio foi feito pelo ministro da Defesa venezuelano, general Vladimir Padriño López, nesta segunda-feira, e é uma resposta às constantes ameaças feitas pelos Estados Unidos e pelo presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247