EUA defendem reforçar arsenal nuclear em resposta à China

"À medida que a China comunista procura pelo menos dobrar o tamanho de seu arsenal nuclear, é essencial modernizar nossa força nuclear e manter a prontidão, para um Indo-Pacífico livre e aberto", disse o secretário de Defesa norte-americano, Mark Esper

EUA e China reafirmam compromisso com Fase 1 do acordo comercial em telefonema
EUA e China reafirmam compromisso com Fase 1 do acordo comercial em telefonema (Foto: REUTERS/Damir Sagolj/File Photo)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik – Mark Esper, secretário de Defesa norte-americano, afirma que os EUA devem agir de forma semelhante à China, que estaria dobrando seu estoque nuclear.

O secretário de Defesa norte-americano, Mark Esper, disse no sábado (29) que os EUA deveriam modernizar sua força nuclear como resposta às ações da China.

"À medida que a China comunista procura pelo menos dobrar o tamanho de seu arsenal nuclear, é essencial modernizar nossa força nuclear e manter a prontidão, para um Indo-Pacífico livre e aberto", disse ele.

Esper fez as observações após uma reunião com o ministro da Defesa japonês, Taro Kono. Após o encontro, o Departamento de Defesa dos EUA declarou que os dois países estavam preocupados "com as ações chinesas na região".

Em 22 de junho, a Rússia e os Estados Unidos iniciaram conversações em Viena, em uma tentativa de salvar o Tratado de Redução de Armas Estratégicas (Novo START ou START III), o último acordo que limita os arsenais nucleares dos dois países, que deverá expirar em fevereiro do próximo ano.

A China tem repetidamente recusado o convite para participar das conversações, frustrando as esperanças dos EUA de as tornar trilaterais.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247