EUA e Coreia do Sul aumentam capacidade nuclear

A República Popular Democrática da Coreia denuncia que se encontra em estágio avançado, sob comando dos Estados Unidos, a construção do sistema THAAD (Terminal de Defesa de Alta Altitude) em território sul-coreano

EUA, sistema Thaad
EUA, sistema Thaad (Foto: Sputnik)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

ACNC - A República Popular Democrática da Coreia denuncia que se encontra em estágio avançado, sob comando dos Estados Unidos, a construção do sistema THAAD (Terminal de Defesa de Alta Altitude) em território sul-coreano.  

Por outro lado, os EUA anunciaram que estão revendo a implantação de mísseis terra-terra de médio alcance na Ásia e definiram a Coreia do Sul como um dos destinos para a implantação desses mísseis.   

Esse comportamento dos EUA agrava a situação regional e traz uma nova guerra fria e a corrida armamentista para o Extremo Oriente, comenta a Agência Central Coreana de Notícias (ACNC).  

O mais problemático é que as autoridades sul-coreanas se juntam a essa aventura, prossegue a ACNC.  

Não há dúvida de que a finalidade do THAAD não é "proteger" a Coreia do Sul da "ameaça" de alguém, mas faz parte da estratégia dos EUA de manter sua força no nordeste da Ásia e exercer hegemonia nessa região.  

Se as autoridades sul-coreanas concluírem a consgtrução do THAAD e introduzirem o míssil de médio alcance em seu território, este se tornará uma base avançada de ataque nuclear, o solo sul-coreano se tornará uma base avançada para eventual ataque nuclear contra a RPDC e outras partes da Ásia.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email