EUA enviarão porta-aviões ao Vietnã pela 1ª vez desde o fim da guerra

Pela primeira vez desde o fim da guerra, os Estados Unidos irão enviar um porta-aviões ao Vietnã em março, em evidência de aprofundamento dos laços militares entre os países, mais de quatro décadas depois da Guerra do Vietnã; anúncio aconteceu durante visita do secretário de Defesa dos EUA, Jim Mattis, a Hanói

Pela primeira vez desde o fim da guerra, os Estados Unidos irão enviar um porta-aviões ao Vietnã em março, em evidência de aprofundamento dos laços militares entre os países, mais de quatro décadas depois da Guerra do Vietnã; anúncio aconteceu durante visita do secretário de Defesa dos EUA, Jim Mattis, a Hanói
Pela primeira vez desde o fim da guerra, os Estados Unidos irão enviar um porta-aviões ao Vietnã em março, em evidência de aprofundamento dos laços militares entre os países, mais de quatro décadas depois da Guerra do Vietnã; anúncio aconteceu durante visita do secretário de Defesa dos EUA, Jim Mattis, a Hanói (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - Pela primeira vez desde o fim da guerra, os Estados Unidos irão enviar um porta-aviões ao Vietnã em março, disseram autoridades de ambos os lados nesta quinta-feira, em evidência de aprofundamento dos laços militares entre os países, mais de quatro décadas depois da Guerra do Vietnã.

A anúncio aconteceu durante visita do secretário de Defesa dos EUA, Jim Mattis, a Hanói, que acreditava-se que seria centrada em preocupações compartilhadas sobre a China.

A visita proposta está marcada para março no porto central de Danang, informou em comunicado o Ministério da Defesa do Vietnã. A visita de um porta-aviões norte-americano pode levar o maior número de soldados dos EUA ao Vietnã desde que o conflito terminou em 1975.

Mattis elogiou a planejada visita em conversas com Nguyen Phu Trong, secretário-geral do governista Partido Comunista do Vietnã.

"Obrigado pela parceria crescente, com nosso porta-aviões chegando a Danang em março", disse Mattis.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247