EUA estão prontos para retomar conversas com Coreia do Norte e buscam desnuclearização até 2021

Os Estados Unidos estão prontos para participar de conversações com a Coreia do Norte "imediatamente", disse nesta quarta-feira (18) o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo (foto, esq.), com o objetivo de completar a desnuclearização da Coreia do Norte até janeiro de 2021

EUA estão prontos para retomar conversas com Coreia do Norte e buscam desnuclearização até 2021
EUA estão prontos para retomar conversas com Coreia do Norte e buscam desnuclearização até 2021

247, com Reuters - Os Estados Unidos estão prontos para participar de conversações com a Coreia do Norte "imediatamente", disse nesta quarta-feira (18) o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo (na foto, com Kim), com o objetivo de completar a desnuclearização da Coreia do Norte até janeiro de 2021.

O anúncio de Pompeo demonstrou o aparente desejo do governo Trump de aproveitar compromissos assumidos feitos pelo líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, em uma cúpula com a Coreia do Sul, embora críticos tenham afirmado que os compromissos fazem pouco para colocar Pyongyang no caminho de desnuclearização irreversível.

O repentino retorno ao diálogo contrastou com semanas de dúvidas dentro do governo estadunidense sobre as intenções da Coreia do Norte de negociar de boa-fé. A meta de janeiro de 2021 é o prazo mais específico do que pode ser um longo e esticado processo.

No final de agosto, Trump cancelou abruptamente uma viagem planejada de Pompeo à Coreia do Norte, reconhecendo publicamente pela primeira vez que seu esforço para fazer com que Pyongyang se desnuclearizasse havia parado desde sua histórica cúpula com Kim em junho em Cingapura.

Menos de uma semana depois, Trump saudou sua relação pessoal com Kim como "uma muito boa e calorosa".

Pompeo disse ter convidado o ministro das Relações Exteriores da Coreia do Norte, Ri Yong Ho, para encontro na semana que vem em Nova York, onde ambos devem participar de uma reunião de líderes mundiais da Organização das Nações Unidas.

Os EUA também convidaram representantes norte-coreanos para encontro com o representante especial dos EUA para a Coreia do Norte, Stephen Biegun, em Viena na "primeira oportunidade", disse Pompeo.

Pompeo citou a decisão de Kim de "completar o desmantelamento anunciado anteriormente da instalação de Tongchang-ri com presença de inspetores internacionais e dos EUA como um passo em direção à desnuclearização final e completamente verificada da Coreia do Norte".

"No que diz respeito a estes compromissos importantes, os Estados Unidos estão preparados para participar imediatamente de negociações para transformar as relações EUA-RDPC", disse Pompeo em comunicado.

O compromisso da Coreia do Norte em uma cúpula em Pyongyang com o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, gerou uma resposta entusiasmada de Trump, mesmo que algumas autoridades e especialistas dos EUA temam uma manobra para enfraquecer a determinação de Washington e sua aliança com Seul.

Em comunicado conjunto após a cúpula com Moon, Kim se comprometeu a abolir permanentemente as principais instalações de mísseis da Coreia do Norte na presença de especialistas estrangeiros.

Ele disse também estar disposto a fechar o principal complexo nuclear do país – mas somente se os EUA tomarem ação recíproca não especificada.

Falando antes do anúncio de Pompeo, Trump elogiou os compromissos de Kim, definindo-os como parte de "tremendo progresso" com Pyongyang em uma série de frentes e elogiando "notícias muito boas" da cúpula entre as Coreias.

"Ele está calmo, eu estou calmo – então vamos ver o que acontece", disse Trump a repórteres, se referindo a Kim, com quem se encontrou em uma cúpula sem precedentes em Cingapura em junho.

"Está muito calmo", acrescentou Trump, que no ano passado entrou em uma guerra de palavras com Kim, na qual ameaçou destruir a Coreia do Norte.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247