EUA expulsam três diplomatas venezuelanos

Segundo o porta-voz do Departamento de Estado, Jen Psaki, a medida foi adotada em reciprocidade à expulsão de três diplomatas norte-americanos da Venezuela, na semana passada, acusados de participação nos protestos de oposição ao governo venezuelano; governo de Nicolás Maduro acusa o do presidente Barack Obama de ingerência nos assuntos internos da Venezuela

Segundo o porta-voz do Departamento de Estado, Jen Psaki, a medida foi adotada em reciprocidade à expulsão de três diplomatas norte-americanos da Venezuela, na semana passada, acusados de participação nos protestos de oposição ao governo venezuelano; governo de Nicolás Maduro acusa o do presidente Barack Obama de ingerência nos assuntos internos da Venezuela
Segundo o porta-voz do Departamento de Estado, Jen Psaki, a medida foi adotada em reciprocidade à expulsão de três diplomatas norte-americanos da Venezuela, na semana passada, acusados de participação nos protestos de oposição ao governo venezuelano; governo de Nicolás Maduro acusa o do presidente Barack Obama de ingerência nos assuntos internos da Venezuela (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Leandra Felipe - Correspondente da Agência Brasil/EBC

Os Estados Unidos anunciaram nesta terça-feira 25 a expulsão de três diplomatas venezuelanos. Segundo o porta-voz do Departamento de Estado, Jen Psaki, a medida foi adotada em reciprocidade à expulsão de três diplomatas norte-americanos da Venezuela, na semana passada, acusados de participação nos protestos de oposição ao governo venezuelano.

Segundo a imprensa de Caracas, os diplomatas Víctor Pisani Azpúrua, Luis Cajal e Marcos García Figueredo, funcionários da embaixada venezuelana em Washington, têm 48 horas para deixar o território dos Estados Unidos.

O governo de Nicolás Maduro acusa os Estados Unidos de ingerência nos assuntos internos da Venezuela, e acusa o governo norte-americano de apoiar partidos de direita nos protestos dos últimos dias, em uma ação que qualifica como "golpe de Estado lento".

Nas duas últimas semanas, a ação de grupos violentos, de autoria ainda desconhecida, causou a morte de pelo menos 14 pessoas em meio às manifestações e mais de 140 feridos. O presidente norte-americano, Barack Obama, qualificou, na semana passada, que as acusações eram "falsas e sem fundamento".

A decisão da expulsão dos diplomatas venezuelanos de Washington foi anunciada no mesmo dia em que a chancelaria venezuelana anunciou o nome de um novo embaixador do país nos Estados Unidos. O que, segundo o governo da Venezuela, representa uma "nova tentativa de restabelecer relações diplomáticas".

*Com informações da Tv Multiestatal Telesur.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email