EUA participarão de investigação de queda de avião no Irã

A National Transportation Safety Board (NTSB), agência encarregada da segurança dos transportes nos Estados Unidos, participará da investigação sobre as causas da queda, na quarta-feira, de um Boeing ucraniano na região de Teerã, no Irã

(Foto: © SPUTNIK / MAZYAR ASADI)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Os Estados Unidos vão participar, por meio da National Transportation Safety Board (NTSB), da investigação sobre o acidente aéreo que derrubou na quarta-feira (9) um avião ucraniano que decolou no Irã.  "A NTSB designou um representante acreditado para a investigação do acidente", disse a agência. 

A NTSB "continua monitorando a situação em torno do acidente e avalia seu nível de participação na investigação", que será liderada pelo Irã, acrescenta o comunicado publicado no Twitter.

"Não faremos qualquer especulação sobre as causas" do desastre aéreo, conclui a NTSB. A informação é da AFP.

No acidente morreram as 176 pessoas a bordo, principalmente canadenses de origem iraniana, mas também afegãos, britânicos, suecos e ucranianos.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247