EUA podem ter vacinas para 300 milhões de pessoas até final de julho, diz Biden

O governo vai fornecer um milhão de doses para cerca de 6.500 farmácias, onde os americanos estão acostumados a tomar a vacina contra a gripe

Joe Biden
Joe Biden (Foto: Kevin Lamarque/Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - Os Estados Unidos estão a caminho de ter vacinas suficientes contra o novo coronavírus para imunizar 300 milhões de cidadãos até o final de julho, disse o presidente dos EUA, Joe Biden.

"Esta tarde, assinamos os contratos para mais 100 milhões de vacinas da Moderna e 100 milhões da Pfizer. Agora estamos no caminho certo para ter vacinas suficientes para 300 milhões de americanos até o final de julho, ou quase toda a população adulta", disse o presidente norte-americano nesta quinta-feira (11) em discurso no Instituto Nacional de Saúde.

No final de janeiro, ele anunciou esta ordem como iminente. Soma-se aos 200 milhões de doses já encomendadas de cada empresa.

Após um início caótico em dezembro do ano passado, os estados norte-americanos aceleraram o ritmo: 46,3 milhões de doses foram administradas e pelo menos 34,7 milhões de pessoas receberam pelo menos uma dose, ou cerca de 10% da população.

O governo vai fornecer um milhão de doses para cerca de 6.500 farmácias, onde os americanos estão acostumados a tomar a vacina contra a gripe. Eles devem injetar as primeiras doses nesta sexta-feira (12).

A produção de vacinas também foi acelerada e os estádios do campeonato de futebol americano podem servir como locais de vacinação.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email