EUA proíbem viagens à Coreia do Norte a partir de 1º de setembro

O Departamento de Estado dos Estados Unidos informou que entrará em vigor, em 1º de setembro, uma restrição de viagens a Coreia do Norte para os portadores de passaporte norte-americano; o órgão disse ainda que todos os cidadãos americanos devem deixar o país asiático antes desta data; jornalistas e trabalhadores humanitários podem solicitar exceções à restrição

Donald Trum e Kim Jong-un, da Coreia do Norte
Donald Trum e Kim Jong-un, da Coreia do Norte (Foto: Giuliana Miranda)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Yeganeh Torbati, da Reuters

Uma restrição de viagens de portadores de passaporte norte-americano para a Coreia do Norte entrará em vigor em 1º de setembro e norte-americanos no país devem sair antes desta data, informou nesta quarta-feira o Departamento de Estado norte-americano.

Jornalistas e trabalhadores humanitários podem solicitar exceções à restrição, informou o departamento em nota pública.

O governo dos EUA informou no mês passado que irá proibir norte-americanos de viajarem à Coreia do Norte por conta do risco de “detenção de longo prazo” no país.

A restrição acontece em um momento de tensões elevadas entre os EUA e Coreia do Norte, que tem trabalhado para desenvolver um míssil capaz de levar uma ogiva nuclear capaz de atingir os EUA.

A Coreia do Norte irá se tornar o único país para o qual norte-americanos são impedidos de viajar.

O estudante norte-americano Otto Warmbier, sentenciado no ano passado a 15 anos de trabalho forçado na Coreia do Norte, voltou aos EUA em coma em 13 de junho após ser libertado por razões humanitárias, e morreu em 18 de junho. As circunstâncias em torno da morte ainda não são claras, incluindo o motivo de Warmbier ter entrado em coma.

A Coreia do Norte informou através de sua mídia estatal que a morte de Warmbier foi “um mistério” e rejeitou acusações de que ele teria morrido como resultado de tortura e agressões na prisão.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247