EUA querem reduzir ajuda militar à Ucrânia

Um comitê da Câmara de Representantes dos EUA propôs reduzir o montante da ajuda militar destinada à Ucrânia no orçamento militar para 2017 de 350 para 150 milhões de dólares, bem como proibir o fornecimento de mísseis terra-ar; ajuda militar à Ucrânia é desta forma reduzida em quase duas vezes em comparação com 2016

Um comitê da Câmara de Representantes dos EUA propôs reduzir o montante da ajuda militar destinada à Ucrânia no orçamento militar para 2017 de 350 para 150 milhões de dólares, bem como proibir o fornecimento de mísseis terra-ar; ajuda militar à Ucrânia é desta forma reduzida em quase duas vezes em comparação com 2016
Um comitê da Câmara de Representantes dos EUA propôs reduzir o montante da ajuda militar destinada à Ucrânia no orçamento militar para 2017 de 350 para 150 milhões de dólares, bem como proibir o fornecimento de mísseis terra-ar; ajuda militar à Ucrânia é desta forma reduzida em quase duas vezes em comparação com 2016 (Foto: Aquiles Lins)

Da Sputnik Brasil - Um comitê da Câmara de Representantes dos EUA propôs reduzir o montante da ajuda militar destinada à Ucrânia no orçamento militar para 2017 de 350 para 150 milhões de dólares, bem como proibir o fornecimento de mísseis terra-ar. O documento está disponível no site do Congresso.

O projeto de lei preparado pelos congressistas permite ao Pentágono gastar esta soma a partir de 30 de setembro para fins de instrução, equipamento, compra de armas defensivas, apoio logístico e equipamento de reconhecimento.

A ajuda militar à Ucrânia é desta forma reduzida em quase duas vezes em comparação com 2016.

Antes de entrar em vigor, o projeto de lei deve ser aprovado pela Câmara dos Representantes.

Entretanto, o senador russo Aleksei Pushkov indicou esta decisão como sendo lógica. "O Congresso dos EUA discute a redução em duas vezes da ajuda militar a Kiev. Isso é lógico: Trump tem intenções de gastar mais no exército dos EUA e não na Ucrânia", escreveu Pushkov no seu Twitter.

Em 25 de fevereiro o chefe da Chancelaria ucraniana Pavel Klimkin declarou que Kiev precisa de armas letais. Em 2 de fevereiro o senador republicano McCain enviou uma carta ao presidente Trump pedindo que fosse concedida ajuda militar à Ucrânia para que ela "possa proteger o seu território".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247