EUA se colocam como “protetores de inocentes” para justificar ataques

Os Estados Unidos irão se levantar contra qualquer um que cometer crimes contra a humanidade, disse o secretário de Estado norte-americano, Rex Tillerson, nesta segunda-feira, menos de uma semana após Washington ter lançado um ataque com mísseis na Síria em resposta a um suposto ataque químico do governo sírio

Os Estados Unidos irão se levantar contra qualquer um que cometer crimes contra a humanidade, disse o secretário de Estado norte-americano, Rex Tillerson, nesta segunda-feira, menos de uma semana após Washington ter lançado um ataque com mísseis na Síria em resposta a um suposto ataque químico do governo sírio
Os Estados Unidos irão se levantar contra qualquer um que cometer crimes contra a humanidade, disse o secretário de Estado norte-americano, Rex Tillerson, nesta segunda-feira, menos de uma semana após Washington ter lançado um ataque com mísseis na Síria em resposta a um suposto ataque químico do governo sírio (Foto: Aquiles Lins)

SANT'ANNA DI STAZZEMA, Itália (Reuters) - Os Estados Unidos irão se levantar contra qualquer um que cometer crimes contra a humanidade, disse o secretário de Estado norte-americano, Rex Tillerson, nesta segunda-feira, menos de uma semana após Washington ter lançado um ataque com mísseis na Síria em resposta a um suposto ataque químico do governo sírio.

"Nós reforçamos nossa dedicação em responsabilizar qualquer um e todo aquele que cometer crimes contra inocentes em qualquer lugar do mundo", disse Tillerson a repórteres durante evento para lembrar as vítimas de um massacre nazista cometido na Itália em 1944.

Os EUA atacaram uma base aérea síria em retaliação pelo que disseram ser um ataque de armas químicas das forças do presidente sírio, Bashar al-Assad, que matou dezenas de civis, incluindo muitas crianças.

(Reportagem de Steve Scherer)

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247