EUA se declaram donos das Américas

O assessor de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, confirmou que a Doutrina Monroe, adotada por Washington no final do século XIX e resumida na frase "A América para os americanos", continua a ser seguida pelos dirigentes do seu país. "Hoje proclamamos com orgulho para que todos ouçam: a Doutrina Monroe está viva e de com boa saúde", disse Bolton.

EUA se declaram donos das Américas
EUA se declaram donos das Américas (Foto: Sputinik)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O assessor de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, confirmou que a Doutrina Monroe, adotada por Washington no final do século XIX e resumida na frase "A América para os americanos", continua a ser seguida pelos dirigentes do seu país. "Hoje proclamamos com orgulho para que todos ouçam: a Doutrina Monroe está viva e de com boa saúde", disse Bolton.

Estabelecido em 1823 durante a presidência de James Monroe, este princípio da política exterior dos EUA buscava inicialmente fazer frente a todo o colonialismo europeu no continente americano.

Com o passar do tempo, o princípio foi adquirindo um tom imperialista, justificando a intervenção nos assuntos dos países latino-americanos.

"O declínio do socialismo chegou ao nosso hemisfério [...] Vamos precisar da ajuda de vocês nos próximos dias. Devemos todos rejeitar as forças do comunismo e do socialismo neste hemisfério, e neste país", afirmou Bolton durante um discurso na Associação de Veteranos da Baía dos Porcos na cidade de Miami, sudeste dos EUA.

A invasão da Baía dos Porcos, organizada em 1961 com o apoio dos EUA, tinha como objetivo derrubar o governo de Fidel Castro em Cuba, mas fracassou.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247