EUA: tempo para negociar sobre Coreia do Norte 'acabou'

A representante dos EUA na ONU, Nikki Haley, disse que o tempo para negociar sobre a Coreia do Norte "terminou", e que mais uma resolução fraca do Conselho de Segurança da ONU é "pior do que nada"; razão para a retórica é o recente lançamento de um míssil balístico "intercontinental" pela Coreia do Norte; Haley ressaltou que "uma resolução adicional do Conselho da Segurança da ONU que não aumenta significativamente a pressão internacional sobre a Coreia do Norte não tem valor", e isto "mostra para o ditador norte-coreano que a comunidade internacional não o quer desafiar a sério"

A representante dos EUA na ONU, Nikki Haley, disse que o tempo para negociar sobre a Coreia do Norte "terminou", e que mais uma resolução fraca do Conselho de Segurança da ONU é "pior do que nada"; razão para a retórica é o recente lançamento de um míssil balístico "intercontinental" pela Coreia do Norte; Haley ressaltou que "uma resolução adicional do Conselho da Segurança da ONU que não aumenta significativamente a pressão internacional sobre a Coreia do Norte não tem valor", e isto "mostra para o ditador norte-coreano que a comunidade internacional não o quer desafiar a sério"
A representante dos EUA na ONU, Nikki Haley, disse que o tempo para negociar sobre a Coreia do Norte "terminou", e que mais uma resolução fraca do Conselho de Segurança da ONU é "pior do que nada"; razão para a retórica é o recente lançamento de um míssil balístico "intercontinental" pela Coreia do Norte; Haley ressaltou que "uma resolução adicional do Conselho da Segurança da ONU que não aumenta significativamente a pressão internacional sobre a Coreia do Norte não tem valor", e isto "mostra para o ditador norte-coreano que a comunidade internacional não o quer desafiar a sério" (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik

A representante dos EUA na ONU, Nikki Haley, disse que o tempo para negociar sobre a Coreia do Norte "terminou", e que mais uma resolução fraca do Conselho de Segurança da ONU é "pior do que nada".

A razão para tal retórica é o recente lançamento de um míssil balístico "intercontinental" pela Coreia do Norte. Haley ressaltou que "uma resolução adicional do Conselho da Segurança da ONU que não aumenta significativamente a pressão internacional sobre a Coreia do Norte não tem valor" e isto "mostra para o ditador norte-coreano que a comunidade internacional não o quer desafiar a sério", cita a agência AFP a diplomata.

"O tempo para falar acabou", acrescenta a representante dos EUA. Ela disse que a China deve decidir "se quer finalmente dar um passo essencial".

No domingo (30), o presidente dos EUA, Donald Trump, tweetou que "eles [chineses] não fazem NADA para nós com a Coreia do Norte, só conversam. Não permitiremos que isso continue", acrescentando que não demoraria muito a Pequim "resolver este problema".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247