Ex-guarda de Auschwitz pede perdão em julgamento na Alemanha

Reinhold Hanning, 94 anos, que enfrenta julgamento sob a acusação de ter sido cúmplice em assassinatos cometidos no campo de concentração de Auschwitz, pediu desculpas nesta sexta-feira, 29, perante o júri; "Eu realmente sinto muito", disse Hanning; "Me envergonho de ter visto o errado acontecer e nada ter feito para parar isso"; ele é acusado de ter feito parte do "funcionamento interno" do campo de Auschwitz, onde cerca de 1,1 milhão de pessoas foram mortas, a maioria judeus

Reinhold Hanning, 94 anos, que enfrenta julgamento sob a acusação de ter sido cúmplice em assassinatos cometidos no campo de concentração de Auschwitz, pediu desculpas nesta sexta-feira, 29, perante o júri; "Eu realmente sinto muito", disse Hanning; "Me envergonho de ter visto o errado acontecer e nada ter feito para parar isso"; ele é acusado de ter feito parte do "funcionamento interno" do campo de Auschwitz, onde cerca de 1,1 milhão de pessoas foram mortas, a maioria judeus
Reinhold Hanning, 94 anos, que enfrenta julgamento sob a acusação de ter sido cúmplice em assassinatos cometidos no campo de concentração de Auschwitz, pediu desculpas nesta sexta-feira, 29, perante o júri; "Eu realmente sinto muito", disse Hanning; "Me envergonho de ter visto o errado acontecer e nada ter feito para parar isso"; ele é acusado de ter feito parte do "funcionamento interno" do campo de Auschwitz, onde cerca de 1,1 milhão de pessoas foram mortas, a maioria judeus (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Do Opera Mundi - O ex-guarda do campo de concentração de Auschwitz Reinhold Hanning, de 94 anos, que enfrenta julgamento na Alemanha sob a acusação de ter sido cúmplice em assassinatos cometidos no local, pediu desculpas nesta sexta-feira (29/04) perante o júri.

"Eu realmente sinto muito", disse Hanning. "Me envergonho de ter visto o errado acontecer e nada ter feito para parar isso."

Contra Hanning não há nenhuma prova de que ele tenha participado diretamente de alguma morte. Ele é acusado de ter feito parte do "funcionamento interno" do campo de Auschwitz, onde cerca de 1,1 milhão de pessoas foram mortas, sendo a maioria judeus.

Hanning nasceu em 28 de dezembro de 1921, na cidade de Helpup, na Alemanha, e trabalhou numa fábrica de bicicletas antes de se juntar ao Exército alemão, em 1940. Ele entrou nas Waffen SS - a unidade de elite de Hitler - e acabou sendo transferido para Auschwitz, na Polônia ocupada, em 1942, onde supervisionava a chegada dos detentos.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247