CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ex-líder do Kuomintang critica visita de Nancy Pelosi a Taiwan

Hung Hsiu-chu pediu que os verdes se afastem do poder

Hung Hsiu-chu
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Leonardo Sobreira, de Guangzhou (247) - A ex-líder do partido nacionalista Kuomintang Hung Hsiu-chu fez duras críticas a Nancy Pelosi e a secessionistas taiwaneses em uma entrevista concedida à emissora CGTN. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Falando sobre a visita da presidente da Câmara de Representantes dos Estados Unidos a Taipei, Hung avaliou ser difícil para as pessoas que realmente amam Taiwan estarem felizes agora. Segundo ela, a visita da democrata deixou a ilha numa "bagunça". 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Há um exercício militar de quatro dias em torno de Taiwan, e centenas de produtos agrícolas não podem mais ser exportados para o continente. Isso afeta a economia. Mas as autoridades de Taiwan não podem fazer nada para resolver o problema. Acredito que este será um alerta para as pessoas em Taiwan", disse Hung.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DAS RECOMENDAÇÕES

"Nancy Pelosi deixou Taiwan numa bagunça, e acho que deveríamos tê-la deixado ficar aqui por mais tempo para ela saber como é estar cercada por exercícios com munição real. E então deveríamos ter perguntado a ela o que ela poderia fazer para apoiar Taiwan e resolver a questão de Taiwan", ironizou. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Hung também fez críticas ao partido da presidente Tsai Ing-wen, o Partido Democrático Progressista, e pediu que os "verdes", como são apelidados, se afastem do poder. Em termos históricos, o PDP defende a constituição de uma república independente em Taiwan, enquanto o Kuomintang, ou "azuis", reivindica a totalidade da China. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Acho certo que o continente ataque os secessionistas de Taiwan. Mas também espero que o faça de acordo com a lei e não prejudique os interesses dos patriotas em Taiwan. Caso contrário, impulsionará o campo verde", disse. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Para essas pessoas, não desaprovo advertências e até punições do continente, e até acho necessário", acrescentou. 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE