Explosão de carro-bomba mata dezenas no Afeganistão

Um agressor do Taliban detonou um carro-bomba na cidade de Cabul deixando até 35 mortos e mais de 40 feridos, informaram autoridades do governo, em um dos piores ataques na capital afegã nas últimas semana; Taliban, que disputa o controle do Afeganistão com o governo apoiado pelo Ocidente e com uma coalizão apoiada pela Otan, lançou uma onda de ataques pelo país nos últimos dias, desencadeando conflitos em mais de seis províncias

Um agressor do Taliban detonou um carro-bomba na cidade de Cabul deixando até 35 mortos e mais de 40 feridos, informaram autoridades do governo, em um dos piores ataques na capital afegã nas últimas semana; Taliban, que disputa o controle do Afeganistão com o governo apoiado pelo Ocidente e com uma coalizão apoiada pela Otan, lançou uma onda de ataques pelo país nos últimos dias, desencadeando conflitos em mais de seis províncias
Um agressor do Taliban detonou um carro-bomba na cidade de Cabul deixando até 35 mortos e mais de 40 feridos, informaram autoridades do governo, em um dos piores ataques na capital afegã nas últimas semana; Taliban, que disputa o controle do Afeganistão com o governo apoiado pelo Ocidente e com uma coalizão apoiada pela Otan, lançou uma onda de ataques pelo país nos últimos dias, desencadeando conflitos em mais de seis províncias (Foto: Paulo Emílio)

Reuters - Um agressor do Taliban detonou um carro-bomba na cidade de Cabul nesta segunda-feira, deixando até 35 mortos e mais de 40 feridos, informaram autoridades do governo, em um dos piores ataques na capital afegã nas últimas semanas.

A polícia interditou a área do ataque, localizada perto da casa de Mohammad Mohaqiq, um importante líder do governo afegão, e em uma parte da cidade onde vivem muitas das comunidades de maioria xiita hazara.

O ataque desta segunda-feira, que teve como alvo funcionários do governo, continuou a violência implacável que matou mais de 1.700 civis no Afeganistão apenas nesse ano.

O Taliban, que disputa o controle do Afeganistão com o governo apoiado pelo Ocidente e com uma coalizão apoiada pela Otan, lançou uma onda de ataques pelo país nos últimos dias, desencadeando conflitos em mais de seis províncias.

"Eu estava na minha loja quando de repente eu escutei um som terrível e como resultado todas as janelas da minha loja quebraram", disse Ali Ahmed, um morador da área do ataque.

O porta-voz interino do Ministério do Interior, Najib Danish, disse que ao menos 24 pessoas morreram e que 40 ficaram feridas, mas que o número de mortes pode aumentar.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247