Explosão em fábrica do Texas mata 5 e fere 160

Número de feridos no acidente ocorrido em uma fábrica de fertilizantes pode chegar a mais de 160; "Parece uma zona de guerra, com todos os destroços", disse o xerife do condado de McLennan, Parnell McNamara; nitrato de amônia pode ter potencializado a explosão; autoridades temem emissão de gases tóxicos

Explosão em fábrica do Texas mata 5 e fere 160
Explosão em fábrica do Texas mata 5 e fere 160
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Renata Giraldi*
Repórter da Agência Brasil

Brasília – Primeiro balanço oficial do estado do Texas, nos Estados Unidos, divulgado hoje (18), indica que entre cinco e 15 pessoas morreram ontem (17), na explosão na fábrica de fertilizantes ­West Fertilizer Company, na região de Waco. A estimativa oficial é que mais de 160 ficaram feridas. Os dados foram apresentados pelo porta-voz da polícia local, sargento Patrick Swanton, acrescentando que os números podem mudar.

Swanton disse que mais de 160 pessoas deram entrada em três hospitais da região com ferimentos diversos. O porta-voz do Corpo de Bombeiros, Don Yeager, disse que ainda não se sabe a origem da explosão. Uma das hipóteses é que a causa tenha sido a grande quantidade de amoníaco.

A explosão na fábrica ocorreu ontem (17) às 19h50 (21h50 de Brasília) e provocou danos em uma área extensa. O incêndio na fábrica foi dominado apenas na manhã de hoje. As autoridades tentam controlar a nuvem de fumaça que pode ser tóxica e está na região.

Segundo as autoridades, mais de 50 casas foram danificadas e um edifício com 50 apartamentos ficou destruído. Também foram atingidos pela explosão um asilo para idosos e uma escola. Bombeiros, ambulâncias e seis helicópteros foram deslocados para participar do resgate.

O incidente no Texas ocorreu em uma semana de grande comoção nos Estados Unidos devido às explosões registradas durante a Maratona de Boston, há três dias, matando três pessoas e deixando mais de 180 feridas.

Também esta semana, o presidente norte-americano Barack Obama e um senador receberam correspondências aparentemente contaminadas com o veneno letal ricinina.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247