Extrema-direita italiana comemora eleição de Bolsonaro

O ministro do Interior e líder da extrema-direita da Itália, Matteo Salvini, parabenizou a eleição de Jair Bolsonaro (PSL) e comemorou a ascensão da extrema-direita no Brasil; "No Brasil, os cidadãos também expulsaram a esquerda!"; Salvini também adiantou que irá pedir a extradição de Cesare Battisti; "Depois de anos de discursos em vão, eu pedirei que eles nos reenviem para a Itália o terrorista vermelho Battisti", escreveu

Extrema-direita italiana comemora eleição de Bolsonaro
Extrema-direita italiana comemora eleição de Bolsonaro (Foto: REUTERS/Remo Casilli)

247 - O ministro do Interior da Itália, Matteo Salvini, parabenizou a eleição de Jair Bolsonaro (PSL) e comemorou a ascensão da extrema-direita no Brasil. "No Brasil, os cidadãos também expulsaram a esquerda!", postou Salvini nas redes sociais. "Bom trabalho ao presidente Bolsonaro, a amizade entre nossos povos e nossos governos será ainda mais forte", completou. Salvini, que é líder da extrema-direita italiana, já adiantou que irá pedir a extradição de Cesare Battisti.

"Depois de anos de discursos em vão, eu pedirei que eles nos reenviem para a Itália o terrorista vermelho Battisti", escreveu. No último dia 26, o deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM-RS), que deve assumir a chefa da Casa Civil no governo Bolsonaro, já havia sinalizado que a extradição de Battisti poderia ocorrer. "O terrorista e bandido albergado por Lula e sua quadrilha no Brasil vai cumprir o que a legislação italiana determina", disse na ocasião.

Battisti é acusado de ter integrado um grupo terrorista na Itália durante a década de 1970. Ele foi preso no Brasil em 2007, no Rio de Janeiro. Battisti porém obteve o status de refugiado político e desde então vive em liberdade no Brasil.

 

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247