FBI emite alerta sobre planejamento de protestos armados nos EUA antes da posse de Biden

Um grupo armado já identificado disse que planeja viajar para Washington em 16 de janeiro e prometeu um levante caso tentem tirar Trump do cargo

(Foto: Kevin Dietsch/pool via Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - O FBI alertou nesta segunda-feira (11) que protestos armados estão sendo planejados em Washington e em 50 capitais dos Estados Unidos antes da posse do presidente eleito Joe Biden em 20 de janeiro.

A informação foi dada pelo portal ABC, conforme publicou a Reuters.

Um grupo armado já identificado disse que planeja viajar para Washington em 16 de janeiro e prometeu um levante caso tentem tirar Trump do cargo, disse um repórter da ABC News no Twitter, citando um boletim do FBI.

URGENTE: Protestos armados estão sendo planejados em todas as 50 capitais estaduais e no Capitólio dos EUA a partir desta semana e durante pelo menos o Dia da Posse, de acordo com um boletim interno do FBI obtido por @ABC News.

Diante das ameaças de violência contra o movimento de partidários do presidente Donald Trump, a Guarda Nacional foi autorizada a enviar até 15 mil soldados a Washington e os turistas foram impedidos de visitar o Monumento a Washington, segundo uma fonte federal de segurança pública.

O comitê de posse de Biden disse nesta segunda-feira (11) que o tema da cerimônia de 20 de janeiro será "América Unida", mesmo enquanto o país luta contra as consequências da invasão do Capitólio na última quarta-feira (7) por partidários de Trump.

A fonte, falando sob a condição de anonimato, disse que os avisos do FBI valem de 16 de janeiro a pelo menos até 20 de janeiro para as capitais dos estados, e durante os três dias que antecedem a posse em Washington.

O chefe do Departamento da Guarda Nacional, general Daniel Hokanson, declarou a repórteres que esperava que cerca de 10.000 soldados estivessem em Washington no sábado (15) e que se concentrariam no apoio a segurança, logística e comunicações.

Ele disse que o número pode subir para 15.000, se solicitado pelas autoridades locais.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email