Forças Armadas da Venezuela condenam bloqueio estadunidense

As Forças Armadas venezuelanas rechaçaram na terça-feira (6) as novas sanções impostas pelos EUA. Em comunicado, o ministro da Defesa, general Padrino López, afirmou que a medida visa sufocar a economia do país

(Foto: AVN)

Telesur - As Forças Armadas venezuelanas rechaçaram na terça-feira (6) as novas sanções impostas pelos EUA. 

Em comunicado, o ministro da Defesa, general Padrino López, afirmou que a medida visa sufocar a economia do país.  

"Esta ação aberrante é parte de uma política contínua de agressão imperial, que Barack Obama iniciou e que (Donald) Trump, em um ato de loucura, tenta continuar, com o objetivo criminoso de nos sufocar economicamente", disse o ministro.   

De acordo com o comunicado, os EUA recorrem a um "cerco desumano de última geração, que emprega qualquer mecanismo perverso à sua disposição", e considerou que a decisão do presidente americano, Donald Trump, afeta o diálogo entre o governo do presidente Nicolás Maduro e a oposição.  

As Forças Armadas também condenaram que os opositores celebrem as novas sanções que violam os direitos humanos dos venezuelanos e infringem o direito internacional.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247