Forças Armadas da Venezuela pedem unidade nacional para enfrentar bloqueio

O ministro da Defesa da Venezuela, general Vladimir Padrino López, pediu nesta terça-feira (13) a unidade nacional para enfrentar a nova agressão do governo dos Estados Unidos à Venezuela

(Foto: AVN)

AVN - O ministro da Defesa da Venezuela, general Vladimir Padrino López, pediu nesta terça-feira (13) a unidade nacional para enfrentar a nova agressão do governo dos Estados Unidos à Venezuela.  

No ato de coleta de assinaturas em repúdio ao bloqueio econômico contra o país, o ministro disse que na "Venezuela não haverá intervenção, nem golpe de Estado, governo de fato e muito menos de transição".  

Ele expressou sentir "pena" dos "apátridas" que apoiam as decisões do presidente dos EUA, Donald Trump, contra o presidente Nicolás Maduro.  

O general ressaltou que o império com novas medidas coercitivas contra o povo venezuelano procura dividir as Forças Armadas Nacionais Bolivarianas (FANB).  

A esse respeito, ele disse que a FANB se mantém firme diante da agressão e convida a população à unidade, porque esta é uma questão contra todos os venezuelanos.  "Aqui todos nós sofremos, esta é uma questão da pátria. É o momento da união nacional. Chega de ofensas! Chega de infâmia! Vamos lembrar o juramento que fizemos para defender nossa pátria, nossa democracia, nossos princípios republicanos", disse o ministro da Defesa. 

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247