Forças Armadas venezuelanas manifestam lealdade a Maduro

O ministro da Defesa da Venezuela, Vladimir Padrino, afirmou que as Forças Armadas do país vão rejeitar qualquer pessoa que se autodeclare presidente ou que chegue ao cargo imposta por "interesses obscuros"; na declaração, oficial, Padrino não mencionou diretamente o nome de Guaidó, mas o alvo das palavras do ministro foi óbvio. Padrino afirmou que os militares seguem leais a Maduro

Forças Armadas venezuelanas manifestam lealdade a Maduro
Forças Armadas venezuelanas manifestam lealdade a Maduro

247 - O ministro da Defesa da Venezuela, Vladimir Padrino, afirmou que as Forças Armadas do país vão rejeitar qualquer pessoa que se autodeclare presidente ou que chegue ao cargo imposta por "interesses obscuros". Na declaração, oficial, Padrino não mencionou diretamente o nome de Guaidó, mas o alvo das palavras do ministro foi óbvio. Padrino afirmou que os militares seguem leais a Maduro.

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca comentário de Padrino nas redes sociais: "o desespero e a intolerância atentam contra a paz da Nação. Os soldados da Pátria não aceitamos um presidente imposto à sombra de interesses obscuros, nem autoproclamado à margem da lei."

Ele emendou: "A FANB [as Forças Armadas] defende nossa Constituição e garante a soberania nacional".

A matéria ainda explica que "em um discurso em que respondeu Guaidó, o próprio Maduro também mencionou os militares, considerados um dos principais grupos que sustentam o regime. 'Força Armada Nacional Bolivariana a meu comando, máxima união, máxima disciplina, que vamos vencer. Leais sempre, traidores nunca', disse do balcão do Palácio Presidencial de Miraflores."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247