França propõe refeição a 1 euro e “vale psicólogo” para ajudar estudantes a enfrentar pandemia

É cada vez maior o número de estudantes que encontram sérias dificuldades financeiras na França

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Silvano Mendes, RFI - A situação dos jovens franceses diante da pandemia de Covid-19 preocupa cada vez mais as autoridades. Considerados a categoria social mais prejudicada pelo surto em razão do isolamento provocado pelas medidas sanitárias, eles então entre os que mais sofrem de depressão, além da precariedade financeira.

Enquanto as escolas de ensinos fundamental e médio continuam funcionando na França, as universidades permanecem fechadas, com aulas a distância. E os alunos das faculdades, que muitas vezes vivem longe de suas famílias, isolados em pequenos quartos nos campi, fazem parte dos que mais sofrem, de um ponto de vista mental e material.

É cada vez maior o número de estudantes que encontram sérias dificuldades financeiras. Como muitos dos empregos que os universitários ocupavam paralelamente, como garçons em bares e restaurantes, ou babás nos finais de tarde e à noite, praticamente desapareceram por causa da pandemia, para alguns alunos, falta dinheiro até para comprar comida.

Diante dessa situação, as autoridades francesas implementaram várias medidas de ajuda. A principal delas começou em Paris, onde todos os estudantes podem, a partir desta semana, ter acesso a uma refeição completa por 1€ (o equivalente a R$ 6). Os almoços ou jantares são servidos, em sistema de take away, na rede de restaurantes universitários espalhados pelas cidades do país.  

Além disso, algumas associações implementaram um sistema de distribuição de cestas básicas para os estudantes. Desde então, não é raro ver, durante a noite, filas gigantescas de jovens esperando para receber as doações.

Estudantes fazem fila para receber comida em Paris:

Vale terapia

No âmbito psicológico, vem aumentando os casos de depressão profunda e até de suicídio entre os mais jovens. A tal ponto que as próprias universidades implementaram dispositivos de apoio para seus estudantes, por meio de serviços telefônicos ou online. Alguns alunos também foram contratados para identificar e ajudar os colegas que têm mais dificuldades para enfrentar o isolamento social.

Além disso, o presidente francês Emmanuel Macron anunciou a criação, a partir da próxima segunda-feira (1°), de um serviço que está sendo chamado de “Vale Psicólogo”. O dispositivo deve facilitar o acesso dos estudantes a profissionais habilitados que possam acompanhá-los em um processo de terapia.  

O governo ainda não deu detalhes sobre o funcionamento desse serviço. Mas segundo as informações divulgadas até agora, os estudantes terão primeiro que consultar um clínico geral e, em seguida, serão encaminhados para um psicólogo ou um psiquiatra.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email