França quer protagonismo na abertura cubana

O presidente francês, François Hollande, pediu pelo fim do embargo comercial dos Estados Unidos a Cuba e vislumbrou um papel maior para a França no engajamento de Cuba com o Ocidente, durante a primeira visita de um chefe de Estado francês a Cuba; Cuba está em negociações diplomáticas com a União Europeia e os EUA em meio a um intenso interesse mundial no país após uma reaproximação com Washington em dezembro; Hollande, viajando com uma série de executivos franceses, é o primeiro líder europeu ocidental no cargo a visitar Cuba desde 1986

O presidente francês, François Hollande, pediu pelo fim do embargo comercial dos Estados Unidos a Cuba e vislumbrou um papel maior para a França no engajamento de Cuba com o Ocidente, durante a primeira visita de um chefe de Estado francês a Cuba; Cuba está em negociações diplomáticas com a União Europeia e os EUA em meio a um intenso interesse mundial no país após uma reaproximação com Washington em dezembro; Hollande, viajando com uma série de executivos franceses, é o primeiro líder europeu ocidental no cargo a visitar Cuba desde 1986
O presidente francês, François Hollande, pediu pelo fim do embargo comercial dos Estados Unidos a Cuba e vislumbrou um papel maior para a França no engajamento de Cuba com o Ocidente, durante a primeira visita de um chefe de Estado francês a Cuba; Cuba está em negociações diplomáticas com a União Europeia e os EUA em meio a um intenso interesse mundial no país após uma reaproximação com Washington em dezembro; Hollande, viajando com uma série de executivos franceses, é o primeiro líder europeu ocidental no cargo a visitar Cuba desde 1986 (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Elizabeth Pineau, Reuters - O presidente francês, François Hollande, pediu pelo fim do embargo comercial dos Estados Unidos a Cuba e vislumbrou um papel maior para a França no engajamento de Cuba com o Ocidente, durante a primeira visita de um chefe de Estado francês a Cuba.

Cuba está em negociações diplomáticas com a União Europeia e os EUA em meio a um intenso interesse mundial no país após uma reaproximação com Washington em dezembro.

Hollande, viajando com uma série de executivos franceses, é o primeiro líder europeu ocidental no cargo a visitar Cuba desde que o primeiro-ministro espanhol Felipe González foi à ilha em 1986, e disse esperar que outros em breve sigam seu exemplo.

"Qualquer coisa que a França possa fazer para ter certeza... que a abertura seja confirmada, a fim de que as medidas que têm prejudicado tanto o desenvolvimento de Cuba possam ser rescindidas, de modo que a identidade de cada país seja respeitada, é isso que tem de ser feito", disse Hollande em uma conversa com estudantes, após um discurso na Universidade de Havana.

Hollande já havia dito que sua viagem tinha um "significado especial" desde que o presidente norte-americano, Barack Obama, reverteu mais de meio século de política hostil dos EUA em relação a Cuba em dezembro, quando ele e o presidente cubano, Raúl Castro, anunciaram que iriam restaurar os laços diplomáticos e trocar prisioneiros.

Obama, democrata, pediu ao Congresso para remover o embargo, mas encontrou resistência por parte dos republicanos, que controlam tanto o Senado como a Câmara dos Deputados.

A França há muito se opõe ao embargo dos EUA a Cuba, e o fim dele também ajudaria empresas francesas que fazem negócios no país, embora também poderia aumentar a concorrência para a exportadora de grãos francesa Groupe Soufflet, que tem um nicho de mercado de trigo em Cuba.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247