Frente Ampla do Uruguai critica Bolsonaro por declaração contra Bachelet

Javier Miranda, presidente da Frente Ampla, coalizão de esquerda que governa o Uruguai, disse nesta quinta-feira que Jair Bolsonaro teve uma atitude antidemocrática ao exaltar a ditadura de Augusto Pinochet para atacar a ex-presidente chilena Michelle Bachelet, atual alta comissária para os Direitos Humanos da ONU

Frente Ampla uruguaia
Frente Ampla uruguaia (Foto: Divulgação)

EFE - Javier Miranda, presidente da Frente Ampla, coalizão de esquerda que governa o Uruguai, disse nesta quinta-feira (5) que Jair Bolsonaro teve uma atitude antidemocrática ao exaltar a ditadura de Augusto Pinochet para atacar a ex-presidente chilena Michelle Bachelet, atual alta comissária para os Direitos Humanos da ONU.

"Nós como força política claramente condenamos a atitude antidemocrática, além da péssima reação de zombaria com as vítimas do terrorismo de Estado", afirmou Miranda após se reunir com o ministro das Relações Exteriores do Uruguai, Rodolfo Nin Novoa, para analisar a situação regional

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247