Fukushima perto de Chernobyl

Governo japons reconhece maior gravidade para o desastre. Terremoto j matou 6,5 mil

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – As autoridades japoneses elevaram, nesta sexta-feira, a nota atribuída ao desastre nuclear de Fukushima, que subiu de 4 para 5, numa escala que vai de zero a sete. Isso significa, segundo a classificação da Agência Internacional de Energia Atômica, um “acidente nuclear de maior alcance”, no mesmo nível do registrado em 1979, nos Estados Unidos, em Three Miles Island. O pior já registrado no mundo foi o de Chernobyl, em 1986, na Ucrânia, que recebeu nota 7. Isso não significa que o de Fukushima seja menos grave. Autoridades francesas defendem uma classificação 6 – ou mesmo 7 – para o desastre japonês.

Até agora, o terremoto seguido de tsunami no Japão já matou 6,5 mil pessoas (mais do que o terremoto de Kobe) e ainda restam milhares de desaparecidos. De acordo com as últimas informações das agências internacionais, as autoridades japonesas estão conseguindo aos poucos resfriar o reator nuclear de Fukushima, mas ainda não há informações precisas sobre a extensão da contaminação radioativa.

O desastre japonês repercutiu no Brasil. A presidente Dilma Rousseff afirmou que pode reavalizar a política nuclear brasileira. Especialistas, como o físico José Goldemberg, da USP, defenderam a paralisação dos novos projetos atômicos. E o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), promete liderar um debate no Congresso sobre o tema.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email