Fundador do Wikileaks será ouvido em outubro, diz Suécia

Procuradores suecos anunciaram que o fundador do WikiLeaks, Julian Assange, será interrogado na embaixada do Equador em Londres em 17 de outubro; interrogatório será conduzido por um procurador equatoriano e acompanhado pela procuradora-chefe da Suécia, Ingrid Isgren, e um investigador da polícia sueca; Assange responde a acusações de ter cometido abuso sexual em 2010; ele evitou o risco de extradição para a Suécia ao se refugiar na embaixada do Equador 

Procuradores suecos anunciaram que o fundador do WikiLeaks, Julian Assange, será interrogado na embaixada do Equador em Londres em 17 de outubro; interrogatório será conduzido por um procurador equatoriano e acompanhado pela procuradora-chefe da Suécia, Ingrid Isgren, e um investigador da polícia sueca; Assange responde a acusações de ter cometido abuso sexual em 2010; ele evitou o risco de extradição para a Suécia ao se refugiar na embaixada do Equador 
Procuradores suecos anunciaram que o fundador do WikiLeaks, Julian Assange, será interrogado na embaixada do Equador em Londres em 17 de outubro; interrogatório será conduzido por um procurador equatoriano e acompanhado pela procuradora-chefe da Suécia, Ingrid Isgren, e um investigador da polícia sueca; Assange responde a acusações de ter cometido abuso sexual em 2010; ele evitou o risco de extradição para a Suécia ao se refugiar na embaixada do Equador  (Foto: Paulo Emílio)

Reuters - O fundador do WikiLeaks, Julian Assange, será interrogado na embaixada do Equador em Londres em 17 de outubro, disseram procuradores suecos nesta quarta-feira.

A interrogatório será conduzido por um procurador equatoriano. A procuradora-chefe da Suécia, Ingrid Isgren, e um investigador da polícia sueca terão permissão para participar e realizar perguntas através do procurador equatoriano, disseram procuradores suecos em comunicado.

O Equador informou em agosto que iria permitir que Assange fosse interrogado em sua embaixada em Londres, onde ele está abrigado desde junho de 2012.

Autoridades suecas buscam interrogar Assange, de 45 anos, por acusações de que ele teria cometido abuso sexual em 2010. Assange nega as acusações.

Ele evitou possível extradição para a Suécia ao se refugiar na embaixada do Equador na capital britânica.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247