General brasileiro é atacado por rebeldes no Congo

O helicóptero em que viajava o general brasileiro Carlos Alberto dos Santos Cruz foi alvo de um ataque por rebeldes na República Democrática do Congo; no ataque, que ocorreu na segunda-feira (4), o piloto conseguiu realizar um pouso de emergência e o general saiu ileso; no dia seguinte, os rebeldes atacaram soldados da Tanzânia que integram uma força de paz da Organização das Nações Unidas (ONU) matando dois militares e deixando outros 13 feridos; de acordo com o general Cruz, as operações militares contra os grupos rebeldes no Congo devem ser intensificadas

O helicóptero em que viajava o general brasileiro Carlos Alberto dos Santos Cruz foi alvo de um ataque por rebeldes na República Democrática do Congo; no ataque, que ocorreu na segunda-feira (4), o piloto conseguiu realizar um pouso de emergência e o general saiu ileso; no dia seguinte, os rebeldes atacaram soldados da Tanzânia que integram uma força de paz da Organização das Nações Unidas (ONU) matando dois militares e deixando outros 13 feridos; de acordo com o general Cruz, as operações militares contra os grupos rebeldes no Congo devem ser intensificadas
O helicóptero em que viajava o general brasileiro Carlos Alberto dos Santos Cruz foi alvo de um ataque por rebeldes na República Democrática do Congo; no ataque, que ocorreu na segunda-feira (4), o piloto conseguiu realizar um pouso de emergência e o general saiu ileso; no dia seguinte, os rebeldes atacaram soldados da Tanzânia que integram uma força de paz da Organização das Nações Unidas (ONU) matando dois militares e deixando outros 13 feridos; de acordo com o general Cruz, as operações militares contra os grupos rebeldes no Congo devem ser intensificadas (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O helicóptero em que viajava o general brasileiro Carlos Alberto dos Santos Cruz foi alvo de um ataque por rebeldes na República Democrática do Congo. No ataque, que ocorreu na segunda-feira (4), o piloto conseguiu realizar um pouso de emergência e o general saiu ileso. No dia seguinte, os rebeldes atacaram soldados da Tanzânia que integram uma força de paz da Organização das Nações Unidas (ONU) matando dois militares e deixando outros 13 feridos.

De acordo com o general Cruz, as operações militares contra os grupos rebeldes no Congo devem ser intensificadas. Segundo a Rádio ONU, as emboscadas teriam sido cometidas por integrantes das Forças Democráticas Aliadas (ADF).

"O secretário-geral condena com os termos mais fortes contínuas atrocidades cometidas pelas ADF contra civis indefesos na área de Beni", grifa uma nota emitida pela ONU. Atualmente, a ONU mantém 21 mil soldados na região.

 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247