Goleira espanhola gera revolta ao receber laudo de ‘doença homossexual’

A goleira entrou em contato com o coletivo LGBTQIAP+ Galactyco, que exigiu uma retificação imediata e um pedido de desculpas do Serviço de Saúde espanhol

Alba Aragón
Alba Aragón (Foto: Reprodução/Twitter)
Siga o Brasil 247 no Google News

Portal Forum - A goleira espanhola de 19 anos, Alba Aragón, do CAP Ciudad de Murcia, recebeu um diagnóstico revoltante ao passar em consulta médica com um ginecologista no Hospital Reina Sofía na última segunda-feira (4). Ao se queixar de irregularidades no ciclo menstrual, ela informou ao médico sua orientação sexual, que preencheu que ela teria “doença homossexual”.

“Contei que era homossexual porque achei que pudesse ser relevante para os exames que iria fazer. Eu gosto de mulheres desde os 15 anos e não tenho vergonha de dizer. O que eu não esperava é que aparecesse no relatório literalmente como uma doença”, disse Alba em entrevista ao jornal El Español.

Ela retornou ao hospital com a mãe e ouviu de um funcionário que o mesmo médico já tinha recebido inúmeras reclamações. A goleira entrou em contato com o coletivo LGBTQIAP+ Galactyco, que exigiu uma retificação imediata e um pedido de desculpas do Serviço de Saúde espanhol.

PUBLICIDADE

Leia a íntegra da matéria no portal Forum

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email