Golpista, Carlos Mesa pede que México impeça Morales de se pronunciar sobre crise na Bolívia

Derrotado na eleição de outubro e apoiador do golpe que depôs o presidente Evo Morales, Carlos Mesa pediu que o México - que deu asilo ao ex-presidente - impeça o adversário de se ponunciar sobre a crise política que dividiu a Bolívia

Carlos Mesa
Carlos Mesa (Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - O ex-candidato presidencial da Bolívia Carlos Mesa pediu nesta quinta-feira ao governo do México que não permita que o ex-presidente boliviano Evo Morales faça declarações políticas e fomente a violência durante seu asilo no país.

“Queremos denunciar ao mundo e pedir ao governo doMéxico que respeite sua própria tradição histórica e que esse governo não permita que o senhor Morales continue fazendo uma política destrutiva, divisionista e de confrontação no nosso país”, disse Mesa, que ficou em segundo lugar na polêmica eleição de outubro.

Morales recebeu asilo do México depois de renunciar no domingo sob pressão das Forças Armadas bolivianas.

A saída do ex-presidente ocorreu na esteira da divulgação de relatório da Organização dos Estados Americanos (OEA) que denunciou irregularidades na eleição presidencial de outubro, provocando confrontos entre partidários de Morales e opositores.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247