Governador de Nova York diz que presidente não é rei e vai desobedecer se Trump mandar reabrir Estado

Se as medidas de isolamento forem suspensas muito cedo, poderão ocorrer novas infecções e mortes, alertou Andrew Cuomo, que promete desobedecer a eventual ordem de Donald Trump no sentido de abrir o estado

Andrew Cuomo, governador de Nova York
Andrew Cuomo, governador de Nova York (Foto: Shannon Stapleton / Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O governador do Estado de Nova York, Andrew Cuomo, contestou publicamente a prerrogativa do presidente Donald Trump de pôr fim às medidas preventivas de isolamento contra o coronavírus nos estados do país.

Nesta segunda-feira (14), Trump disse durante uma coletiva de imprensa que cabe a ele e não aos governadores dos estados decidir retomar as atividades normais interrompidas devido à pandemia de coronavírus, argumentando que, na qualidade de presidente, ele tem " autoridade total". 

O governador Cuomo expressou sua forte oposição às palavras do inquilino da Casa Branca: "Não sei do que o presidente está falando, honestamente. Você deve se lembrar que foram os estados que criaram o governo federal, certo? Foram as colônias que criaram o governo federal e não o contrário", disse Cuomo em entrevista ao programa "The Today Show". E acrescentou: "Nós não temos um rei, temos um presidente", informa Russia Today.
 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247