Governadora de Hong Kong condena atos violentos e apela à defesa do Estado de Direito

A chefe do Executivo da Região Administrativa de Hong Kong (RAEHK), Carrie Lam, condenou os atos de violência perpetrados contra o Gabinete de Ligação do Governo Popular Central na RAEHK, durante uma coletiva de imprensa na segunda-feira (22).

(Foto: News CN)

Diário do Povo On Line - Governadora de Hong Kong condena atos violentos e apela à defesa do Estado de Direito  A chefe do executivo da Região Administrativa de Hong Kong (RAEHK), Carrie Lam, condenou os atos de violência perpetrados contra o Gabinete de Ligação do Governo Popular Central na RAEHK, durante uma coletiva de imprensa na segunda-feira (22).  

O governo da RAEHK irá seguir de perto os atos violentos de acordo com a lei, disse Lam, acrescentando que o governo da RAEHK condena os sérios de atos de violência que ocorreram após uma nova manifestação no domingo.  

Ressaltando que alguns manifestantes radicais haviam sitiado o edifício do Gabinete de Ligação e vandalizado o emblema nacional, Lam disse que tais atos haviam comprometido a soberania nacional e o princípio “um país, dois sistemas”.  

Lam qualificou o ato como um ataque ao sentimento nacional.   

A chefe do executivo repudiou ainda os atos de violência ocorridos em Yuen Long, nos Novos Territórios de Hong Kong, dizendo que as autoridades locais não poupariam esforços nas investigações.  

Hong Kong é uma sociedade regida pelo Estado de Direito e não irá tolerar quaisquer atos violentos, disse, referindo que a violência não é a solução para qualquer problema. “A violência apenas dá origem a mais violência e quem sofre mais é o povo de Hong Kong”.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247