Governadora de Hong Kong propõe diálogo para pôr fim à violência

A governadora da Região Autônoma Especial de Hong Kong, Carrie Lam, disse neste sábado (24) que é necessário ouvir as pessoas a fim de descobrir as causas da insatisfação, buscar soluções e implementar mudanças

Carrie Lam
Carrie Lam (Foto: Sputnik)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Telesur - A governadora da Região Autônoma Especial de Hong Kong, Carrie Lam, disse neste sábado (24) que é necessário ouvir as pessoas a fim de descobrir as causasda insatisfação, buscar soluções e implementar mudanças. 

Ela pediu a realização de um diálogo a fim de pôr fim às manifestações violentas.   No décimo segundo fim de semana de protestos contra o governo de Hong Kong, Lam disse que continuar essas manifestações não é a saída.  

A governadora de Hong Kong pediu a criação de uma plataforma de diálogo diversificada. "Se as pessoas tiverem uma plataforma de diálogo e esperarem ter a participação de autoridades, teremos o maior prazer em participar", disse Lam.  

A mensagem da chefe do Executivo foi enviada ao mesmo tempo que ocorriam violentos confrontos entre a polícia e os manifestantes.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email