Governo de Hong Kong volta a condenar ingerência dos EUA

A governadora de Hong Kong, Carrie Lam, voltou a condenar nesta terça-feira,, a intenção dos Estados Unidos de interferir na cidade chinesa através de um eventual projeto de lei no congresso estadunidense

Carrie Lam, governadora de Hong Kong
Carrie Lam, governadora de Hong Kong (Foto: Xinhua)

Telesur - A governadora de Hong Kong, Carrie Lam, voltou a condenar nesta terça-feira (10), a intenção dos Estados Unidos de interferir na cidade chinesa através de um eventual projeto de lei no congresso estadunidense. "O governo de Hong Kong se opõe frontalmente a que o Congresso dos Estados Unidos interfira nos assuntos da cidade através desse projeto", disse  Lam.  

Em coletiva de imprensa, Carrie Lam se pronunciou sobre a petição de manifestantes de Hong Kong ao Congresso estadunidense  para que aprove a lei de Direitos Humanos e Democracia em Hong Kong.    

Lam ressaltou que o Parlamento de qualquer país deve encargarregar-se dos assuntos internos e considerou "extremamente inapropiado" que um parlamento estrangeiro intervenha em Hong Kong "a través de qualquier meio".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247