Governo interino do Egito renunciou

Segundo o jornal estatal Al Ahram, decisão foi tomada após uma reunião de gabinete com 15 minutos de duração; chefe do Exército, marechal de campo Abdel Fattah al-Sisi, que deve concorrer à Presidência, participou do encontro por ser o atual ministro da Defesa

Segundo o jornal estatal Al Ahram, decisão foi tomada após uma reunião de gabinete com 15 minutos de duração; chefe do Exército, marechal de campo Abdel Fattah al-Sisi, que deve concorrer à Presidência, participou do encontro por ser o atual ministro da Defesa
Segundo o jornal estatal Al Ahram, decisão foi tomada após uma reunião de gabinete com 15 minutos de duração; chefe do Exército, marechal de campo Abdel Fattah al-Sisi, que deve concorrer à Presidência, participou do encontro por ser o atual ministro da Defesa (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

CAIRO, 24 Fev (Reuters) - O governo egípcio apoiado pelo Exército renunciou, informou o jornal estatal Al Ahram em seu site nesta segunda-feira, em uma reportagem que foi confirmada por uma autoridade do país.

O jornal, citando uma fonte não identificada, disse que a decisão foi tomada após uma reunião de gabinete com 15 minutos de duração.

O chefe do Exército, marechal de campo Abdel Fattah al-Sisi, que deve concorrer à Presidência, participou do encontro por ser o atual ministro da Defesa.

(Reportagem de Asma Alsharif e Yasmine Saleh)

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email