Governo Trump pressiona autoridades contra a divulgação de relatórios sobre a Covid-19

Indicados políticos do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos (HHS, na sigla em inglês) tentaram interferir no Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, sigla em inglês) dos EUA

Donald Trump
Donald Trump (Foto: REUTERS/Carlos Barria)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - Indicados políticos do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos (HHS, na sigla em inglês) tentaram interferir no Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, sigla em inglês) do país acerca da publicação de atualizações como o número de mortos por Covid-19.

A informação foi revelada em uma publicação do jornal Washington Post no sábado (12), citando o porta-voz do HHS, Michael Caputo. Segundo o jornal, os funcionários do HHS tentaram "atrasar, mudar e impedir" a publicação de relatórios do CDC sobre o novo coronavírus para impedir o impacto das informações sobre o discurso político de Trump.

A reportagem do jornal repercute e confirma informações reveladas em uma entrevista exclusiva na sexta-feira (11), quando o portal de notícias Politico publicou que altos funcionários do HHS reclamaram abertamente em e-mails enviados ao diretor do CDC, Robert Redfield, que os relatórios da agência iriam minar os comentários tecidos por Trump de que os EUA têm a pandemia sob controle.

Em declarações ao Washington Post, Caputo confirmou a autenticidade desses e-mails, acrescentando que os relatórios médicos sobre a pandemia, principalmente em ano eleitoral, não são meramente uma questão científica.

"Mas em um ano eleitoral, e na época da Covid-19, não é mais unanimemente científico. Há conteúdo político", disse Caputo ao jornal, confirmando as suspeitas.

Anteriormente, outras medidas foram tomadas de modo semelhante. Em julho deste ano, o governo Trump impediu o diretor do CDC, Robert Redfield, de testemunhar em uma audiência no Comitê de Educação e Trabalho da Câmara dos Representantes dos EUA para discutir as medidas para reabrir as escolas do país em meio à pandemia. O presidente já havia criticado as diretrizes do CDC para a reabertura de escolas por serem supostamente muito rígidas.

Os Estados Unidos têm o maior número de casos registrados de Covid-19 no mundo, com quase 6,5 milhões de testes positivos até o momento, de acordo com dados da Universidade Johns Hopkins. Ainda segundo a universidade, o país tem também o maior número de mortes causadas pela doença, com mais de 193 mil óbitos.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email