Grupo Al-Shabab ataca base naval usada por tropas americanas no Quênia (vídeos)

Jihadistas do grupo radical islâmico Al-Shabab atacaram uma base naval norte-americana no condado de Lamu, na costa do Quênia, comunicou o jornal Daily Nation

Al-Shabab
Al-Shabab (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik Brasil - De acordo com o Daily Nation, a base militar de Camp Simba abriga soldados americanos junto com tropas locais, e estes conseguiram repelir o ataque matando quatro militantes. Não houve vítimas fatais entre o pessoal da base ou civis.

O comissário do condado, Irungu Macharia, disse ao jornal local que militantes "fortemente armados" invadiram o complexo às 4h deste domingo, 5 (22h de sábado no horário de Brasília). Testemunhas comunicaram que ouviram tiros vindos da base.

Imagens que circulam nas mídias sociais supostamente mostram a fumaça causada na área.

​Al-Shabaab atacou uma base militar americana em Lamu, no Quênia. Não há notícias de vítimas, etc., enquanto a troca de tiros continua. 

Lamu, Al-Shabab, Quênia; KenyanTraffic suspeita que militantes do Al-Shabab atacaram a base naval de Manda-Magogoni, em Lamu. Forte troca de fogo em curso e os residentes dizem que as coisas não estão bem

Criada em 2004, a base de Camp Simba é usada pelos EUA para treinar unidades navais quenianas e acredita-se que tenha um papel importante nas operações americanas na Somália e no Iêmen, incluindo em ataques com drones.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247