Guaidó assina decreto autorizando entrada de 'ajuda humanitária' na Venezuela

O líder da oposição venezuelana, Juan Guaidó, que se autoproclamou presidente interino do país, emitiu seu primeiro "decreto presidencial" e autorizou a entrega de ajuda humanitária à Venezuela; "Como comandante em chefe das Forças Armadas Nacionais Bolivarianas, estou confirmando a decisão de permitir que a ajuda humanitária entre no território da Venezuela. Assim, ordeno que vários elementos dessas forças atuem de acordo com essa instrução", declara o decreto publicado no Twitter de Guaidó

Guaidó assina decreto autorizando entrada de 'ajuda humanitária' na Venezuela
Guaidó assina decreto autorizando entrada de 'ajuda humanitária' na Venezuela

247, com Sputnik - O líder da oposição venezuelana, Juan Guaidó, que se autoproclamou presidente interino do país, emitiu seu primeiro "decreto presidencial" e autorizou a entrega de ajuda humanitária à Venezuela.

"Como comandante em chefe das Forças Armadas Nacionais Bolivarianas, estou confirmando a decisão de permitir que a ajuda humanitária entre no território da Venezuela. Assim, ordeno que vários elementos dessas forças atuem de acordo com essa instrução", declara o decreto publicado no Twitter de Guaidó.

O parlamento venezuelano, liderado por Guaidó e controlado pela oposição, também autorizou a entrega de ajuda humanitária internacional ao país.

Guaidó deu um ultimato e disse que a entrada dos mantimentos deve começar no sábado (23).

No entanto, o governo do presidente Nicolás Maduro fechou as fronteiras e disse que não aceitará a ajuda humanitária.
A Venezuela não aceitará a entrada da ajuda estadunidense, que é tida como um pretexto para a intervenção militar. O país já está recebendo da Rússia e está em entendimentos com países europeus para a mesma finalidade

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247