Guerra comercial afetará os empregos, opina OMC

O diretor geral da Organização Mundial de Comércio (OMC), Roberto Azevedo, disse na terça-feira (25) que uma guerra comercial teria graves efeitos sobre o crescimento econômico global e os empregos

Guerra comercial afetará os empregos, opina OMC
Guerra comercial afetará os empregos, opina OMC
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247, com Prensa Latina - O diretor geral da Organização Mundial de Comércio (OMC), Roberto Azevedo, disse na terça-feira (25) que uma guerra comercial teria graves efeitos sobre o crescimento econômico global e os empregos.

Em declarações durante um encontro da indústria em Berlim, Azevedo enfatizou estes problemas preocupado com as crescentes tensões comerciais entre a China e os Estados Unidos, .

Disse que as luzes de alerta estão acesas. Uma continuação da escalada de tensões apresentaria uma maior ameaça à estabilidade, aos empregos e ao tipo de crescimento que estamos vendo hoje, disse.

Uma guerra comercial global desatada por problemas na cooperação comercial internacional reduziria o crescimento do comércio mundial em cerca de 70%, e a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) em 1,9%, sustentou Azevedo.

Enfatizou que nesse caso não existiriam vencedores para tal cenário e cada região seria afetada.

Agregou que a União Européia mesma veria uma queda de 1,7% no crescimento de seu PIB e que claramente não se pode permitir que isso aconteça.

Azevedo apontou várias propostas de reformas que abordam práticas que distorcem o comércio e os mecanismos existentes na OMC para resolver disputas comerciais, e acrescentou que os membros dessa organização têm que escolher em quais reformas querem focar.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email