Há um brasileiro entre mortos de acidente de trem

O Itamaraty confirmou que um brasileiro, que também tem a nacionalidade espanhola, está entre os 78 mortos no acidente do trem que descarrilou há dois dias, em Santiago de Compostela, na Espanha; Consulado do Brasil em Madri, capital espanhola, entrou em contato com a família do homem que morreu, mas os parentes disseram que não necessitam de apoio e pediram para evitar a divulgação de detalhes

Há um brasileiro entre mortos de acidente de trem
Há um brasileiro entre mortos de acidente de trem
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Renata Giraldi
Repórter da Agência Brasil

Brasília – O Ministério das Relações Exteriores, Itamaraty, confirmou hoje (26) que um brasileiro, que também tem a nacionalidade espanhola, está entre os 78 mortos no acidente do trem que descarrilou há dois dias, em Santiago de Compostela, na Espanha. O Consulado do Brasil em Madri, capital espanhola, entrou em contato com a família do homem que morreu, mas os parentes disseram que não necessitam de apoio e pediram para evitar a divulgação de detalhes.

O acidente ocorreu no último dia 24 com o trem que fazia a rota Madri e Ferrol. Há suspeitas de que o maquinista Francisco José Garzón Amo, de 52 anos, tenha extrapolado a velocidade permitida. Ele está internado no Hospital Clínico de Santiago, sob custódia policial, e recurou-se a prestar esclarecimentos à polícia.

Integrantes da Polícia Judiciária foram ao hospital para ouvir o maquinista, mas ele optou pelo direito constitucional de não fazer declarações. O maquinista foi detido ontem (25) à noite, no hospital, por suspeita de negligência, segundo o comandante da polícia Jaime Iglesias.

Não há previsão de alta para o maquinista. Porém, médicos que cuidam dele informaram que ele deve estar recuperado amanhã. Com base nas primeiras investigações, há suspeitas que o maquinista estava a 190 quilômetros por hora (km/h) em uma área que a velocidade máxima permitida era 80 km/h.

Edição: Beto Coura

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247