Hamas conclama palestinos para enfrentar 'pirataria' de Trump

O Movimento de Resistência Islâmica da Palestina (Hamas) chama a atenção para o "acordo do século", que classifica como uma "intenção de pirataria" por parte do presidente dos Estados Unidos Donald Trump

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Por meio de um comunicado divulgado em sua página na internet nesta quarta-feira (29), o Hamas afirma que o fato de o acordo proposto por Trump favorecer Israel demonstra que o presidente estadunidense "nunca foi um mediador".

“Diante dos fortes ventos que atacam a causa palestina há 70 anos, agora vem o presidente dos EUA provocando uma nova tempestade em uma tentativa de pirataria e agressão contra o direito histórico da Palestina ser livre e se libertar da ocupação sionista", diz o comunicado do movimento. 

Depois de apontar que os EUA e seu aliado sionista devem assumir "a responsabilidade por essa conspiração" que busca liquidar a causa palestina, o Hamas exortou todos os palestinos a lutarem contra o plano de Trump, informa o site iraniano HispanTV.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247