Harvard expulsa alunos por racismo e sexismo no Facebook

A Universidade de Harvard excluiu do seu corpo discente ao menos dez pessoas após alguns de seus futuros estudantes publicarem memes e mensagens racistas e sexistas em uma conversa em grupo do Facebook; Harvard declarou que a decisão é final e não será revogada

harvard
 
harvard   (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Da Agência Sputinik

A Universidade de Harvard excluiu do seu corpo discente ao menos dez pessoas após alguns de seus futuros estudantes publicarem memes e mensagens racistas e sexistas em uma conversa em grupo do Facebook.

A prestigiada universidade estadunidense forma grupos na rede social de Mark Zuckerberg com os candidatos que foram aprovados em seu processo seletivo e que ainda não começaram a frequentar as aulas. Alguns alunos de um desses espaços decidiram organizar uma conversa em grupo, voltada para memes "adultos". As informações são do Harvard Crimson.

No grupo oficial da universidade, há um recado: "Não somos responsáveis por qualquer grupo não oficial, chats ou o conteúdo deles. Como um aviso, a Universidade de Harvard se reserva o direito de retirar a oferta de admissão sob várias condições, incluindo situações em que um aluno admitido se envolver em comportamentos que coloquem em questionamento sua honestidade, maturidade ou caráter moral".

Alguns dos memes faziam piadas com o Holocausto e assédio sexual. Havia até mesmo um meme que chamava o enforcamento de uma criança mexicana de "hora da pinãta".

Depois de descobrir a existência e o conteúdo do bate-papo, funcionários da universidade revogaram a admissão de ao menos dez pessoas. Harvard declarou que a decisão é final e não será revogada.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247