Hezbollah condena execução de clérigo xiita na Arábia Saudita

O grupo xiita libanês Hezbollah condenou a execução de um alto clérigo xiita na Arábia Saudita, chamando o ato de "assassinato"; A "verdadeira razão" para a execução foi "que o xeique Nimr ... exigiu os direitos dissipados de um povo oprimido", disse o grupo em um comunicado, aparentemente se referindo à minoria xiita da Arábia Saudita

O grupo xiita libanês Hezbollah condenou a execução de um alto clérigo xiita na Arábia Saudita, chamando o ato de "assassinato"; A "verdadeira razão" para a execução foi "que o xeique Nimr ... exigiu os direitos dissipados de um povo oprimido", disse o grupo em um comunicado, aparentemente se referindo à minoria xiita da Arábia Saudita
O grupo xiita libanês Hezbollah condenou a execução de um alto clérigo xiita na Arábia Saudita, chamando o ato de "assassinato"; A "verdadeira razão" para a execução foi "que o xeique Nimr ... exigiu os direitos dissipados de um povo oprimido", disse o grupo em um comunicado, aparentemente se referindo à minoria xiita da Arábia Saudita (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

BEIRUTE (Reuters) - O grupo xiita libanês Hezbollah condenou neste sábado a execução de um alto clérigo xiita na Arábia Saudita, chamando o ato de "assassinato".

A "verdadeira razão" para a execução foi "que o xeique Nimr ... exigiu os direitos dissipados de um povo oprimido", disse o grupo em um comunicado, aparentemente se referindo à minoria xiita da Arábia Saudita.

A declaração também foi citada pela TV oficial do Hezbollah al-Manar e pela Al Mayadeen TV.

O Xeique Nimr al-Nimr e três outros membros da minoria xiita da Arábia Saudita foram executados neste sábado ao lado de 43 jihadistas sunitas.

(Por John Davison)

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247