Hillary culpa chefe do FBI por sua derrota

Candidata derrotada à presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton acusa o chefe da Agência de Segurança Nacional americana (FBI), James Comey, de ser o responsável pela sua derrota nas eleições; Clinton fez a acusação durante uma conversa telefônica com os seus contribuintes; "Clinton disse aos seus apoiantes no sábado que a equipe dela havia elaborado uma nota que contemplava mudanças nas pesquisas de opinião até às eleições e que a carta de Comey provou ser um ponto de viragem", disse a agência Reuters 

Candidata derrotada à presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton acusa o chefe da Agência de Segurança Nacional americana (FBI), James Comey, de ser o responsável pela sua derrota nas eleições; Clinton fez a acusação durante uma conversa telefônica com os seus contribuintes; "Clinton disse aos seus apoiantes no sábado que a equipe dela havia elaborado uma nota que contemplava mudanças nas pesquisas de opinião até às eleições e que a carta de Comey provou ser um ponto de viragem", disse a agência Reuters 
Candidata derrotada à presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton acusa o chefe da Agência de Segurança Nacional americana (FBI), James Comey, de ser o responsável pela sua derrota nas eleições; Clinton fez a acusação durante uma conversa telefônica com os seus contribuintes; "Clinton disse aos seus apoiantes no sábado que a equipe dela havia elaborado uma nota que contemplava mudanças nas pesquisas de opinião até às eleições e que a carta de Comey provou ser um ponto de viragem", disse a agência Reuters  (Foto: Aquiles Lins)

Da Agência Sputnik Brasil - A agência Reuters informou na tarde de sábado (12) que a ex-presidenciável do Partido Democrático Hillary Clinton acusa o chefe da Agência de Segurança Nacional americana (FBI), James Comey, de ser o responsável pela sua derrota nas eleições.

Clinton fez a acusação durante uma conversa telefônica com os seus contribuintes, informou a agência Reuters. "Clinton disse aos seus apoiantes no sábado que a equipe dela havia elaborado uma nota que contemplava mudanças nas pesquisas de opinião até às eleições e que a carta de Comey provou ser um ponto de viragem", escreveu a agência.

A carta em questão divulgada pelo chefe do FBI dizia respeito à reabertura da investigação do caso dos e-mails relativamente a Clinton.

Funcionários da sua campanha já tinham acusado Comey da perda das eleições, dizendo que a publicação da sua carta 11 dias antes do escrutínio diminuiu a participação e fez até mesmo os eleitores deixarem de apoiar a candidata democrática.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247