Homem que atirou em Roma queria atingir políticos

Declaração foi dada pelo promotor Pierfilippo Laviani a jornalistas depois do tiroteiro, que ocorreu enquanto o novo primeiro-ministro Enrico Letta era empossado na região do palácio presidencial; o homem que baleou dois policiais e um transuente nas proximidades do gabinete do premiê disse aos investigadores que agiu por raiva a políticos

Homem que atirou em Roma queria atingir políticos
Homem que atirou em Roma queria atingir políticos (Foto: GIAMPIERO SPOSITO)

ROMA, 28 Abr (Reuters) - O homem que baleou dois policiais e um transuente nas proximidades do gabinete do primeiro-ministro italiano em Roma neste domingo disse a investigadores que ele agiu por raiva a políticos, disse um dos promotores que trabalham no caso.

"Sua intenção era atingir políticos", disse a repórteres o promotor Pierfilippo Laviani depois do tiroteiro, que ocorreu enquanto o novo primeiro-ministro Enrico Letta era empossado na região do palácio presidencial.

O atirador, identificado pela polícia como Luigi Preiti, de 49 anos, dessempregado da região da Calábria, ao sul da Itália, foi preso imediatamente.

(Por Antonella Cinelli)

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247