Homens armados fazem estudantes reféns em faculdade no Iraque

Homens armados ocuparam uma universidade na província iraquiana de Anbar neste sábado (7), fazendo centenas de estudantes e seus professores reféns no campus, disseram fontes de segurança, no terceiro ataque nesta semana de militantes que devastaram duas outras cidades; depois de passarem por guardas durante a noite, os homens armados invadiram a Universidade de Anbar, em Ramadi, que havia tido partes tomadas por tribos contrárias ao governo e insurgentes desde o início do ano

Homens armados ocuparam uma universidade na província iraquiana de Anbar neste sábado (7), fazendo centenas de estudantes e seus professores reféns no campus, disseram fontes de segurança, no terceiro ataque nesta semana de militantes que devastaram duas outras cidades; depois de passarem por guardas durante a noite, os homens armados invadiram a Universidade de Anbar, em Ramadi, que havia tido partes tomadas por tribos contrárias ao governo e insurgentes desde o início do ano
Homens armados ocuparam uma universidade na província iraquiana de Anbar neste sábado (7), fazendo centenas de estudantes e seus professores reféns no campus, disseram fontes de segurança, no terceiro ataque nesta semana de militantes que devastaram duas outras cidades; depois de passarem por guardas durante a noite, os homens armados invadiram a Universidade de Anbar, em Ramadi, que havia tido partes tomadas por tribos contrárias ao governo e insurgentes desde o início do ano (Foto: Valter Lima)

RAMADI Iraque (Reuters) - Homens armados ocuparam uma universidade na província iraquiana de Anbar no sábado, fazendo centenas de estudantes e seus professores reféns no campus, disseram fontes de segurança, no terceiro ataque nesta semana de militantes que devastaram duas outras cidades.

Depois de passarem por guardas durante a noite, os homens armados invadiram a Universidade de Anbar, em Ramadi, que havia tido partes tomadas por tribos contrárias ao governo e insurgentes desde o início do ano.

Forças de segurança cercaram a universidade no sábado e trocaram tiros com os militantes, que haviam plantado bombas atrás deles e estavam patrulhando os telhados com rifles.

Fontes no hospital de Ramadi disseram que haviam recebido os corpos de duas pessoas, uma delas um estudante e a outra um policial.

Um professor preso dentro do departamento de física disse que alguns funcionários que moram fora de Ramadi haviam passado a noite na universidade porque esse é o período de provas.

"Ouvimos forte troca de tiros por volta das 4 da manhã. Achamos que eram as forças de segurança vindo para nos proteger, mas ficamos surpresos em ver que eram homens armados", disse ele à Reuters por telefone. "Eles nos forçaram a entrar nas salas e agora não podemos sair."

Mais tarde ele conseguiu escapar junto com 15 colegas e alunos.

Os militantes permitiram que de 100 a 150 outras pessoas saíssem do campus, disseram fontes. A identidade deles não era clara, mas Ramadi é uma das duas cidades em Anbar que foi assolada no início do ano por insurgentes tribais e sunitas.

(Por Kamal Naama)

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247